segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Pra dizer que não falei de amor


              Caminhando e amando e seguindo a canção... Parei um pouco e descansei na sombra de uma árvore. Parei pra respirar, analisar e refletir sobre o que é amar e não tive nenhuma conclusão. A não ser esta: não ame esperando a perfeição. Isso dói. Não crie ilusões acerca de uma pessoa. Isso dói mais. Não esteja com ela pensando que um dia ela irá mudar. Isso dói muito mais. Um conselho? Seja mais-que-(im)perfeito. Mude o tempo verbal. Seja como for, se valer a pena, lute até o final. O amor não é como um filme ou novela. É entrega. Se essa pessoa acrescentar tempero na sua vida: que sorte sua, é ela. Não tente procurar onde já está no lugar: bem debaixo do seu nariz. Se alguma coisa não deu certo, respire, analise e reflita sobre o que é amar. Eu? sei lá. Pra mim o amor tem cheiro de perfume do Boticário e gosto de pipoca com guaraná. É culpa nossa complicar. É culpa nossa amar. Eu me levanto e continuo levando a vida... caminhando e amando e seguindo a canção. 

"E é tão bonito quando a gente entende
Que a gente é tanta gente onde quer que a gente vá
E é tão bonito quando a gente sente
Que nunca está sozinho por mais que pense estar"
(Caminhos do Coração - Gonzaguinha Jr.)

0 chuviscos:

Template by:
Free Blog Templates